O amor está por toda a parte

22/01/2017

Chamo homem vicioso a esse amante vulgar, que mais ama o corpo do que a alma.  

Em um filme sobre Jesus, tem uma parte onde eles encontram com Mateus (que era cobrador de impostos) e Pedro questiona o Mestre sobre Ele haver convidado para o seguir. Jesus diz a Pedro: - És um homem forte. Será que és forte o suficiente para amar?
A força que temos que demonstrar e angariar para amar não é do corpo humano.
Não exige músculos trabalhados, corpos sarados, força física bruta, mais sim um comportamento do seu espírito.
A mudança que desejamos ao mundo, deve impreterivelmente começar com nos mesmos.
Ter razão não te faz maior.
Estar certo não te faz melhor.
Reagir não te deixa mais calmo.
Revidar não te torna justo.
Perdoar, ai sim, perdoar te torna mais espiritual.
Perdoar vai te levar a locais onde sua mente não imaginava estar.
Perdoar vai conseguir mostrar a você que nada mesmo vale a pena, além de amar.
Então quando conseguir amar, iremos conseguir entender a palavras de Jesus quando nos ensinou a dar a outra face.
A outra face é o amor.
Pois o amor tudo suporta.
O amor tudo perdoa.
O amor tudo compreende.
E no fim das contas, mesmo se perdoando e amando, ainda assim não recebeste nessa vida uma gratidão de retorno, não desanimes.
Saiba que seu saldo, que o amor plantado nessa vida, será o seu passaporte para uma continuidade de vida mais tranquila no mundo espiritual.
Então chegará o dia, quando esse corpo deixares, que espíritos amigos, irão ao teu encontro.
Pegaram você ao colo e dirão: - Venha irmão! Descanse! Combateu o bom combate e o amor venceu.
Ame sempre, pois um dia o fruto desse amor nascerá e sua colheita será maravilhosa.

Chamo homem vicioso a esse amante vulgar, que mais ama o corpo do que a alma.